Domingo, 16 de Janeiro de 2011

Sem medo dos demónios

Augusto Santos Silva, um dos ministros do núcleo duro político do Governo de José Sócrates, afirma em entrevista que é insustentável para Portugal continuar a pagar juros de 5% ou 6% quando emite dívida pública. É uma evidência, sobretudo para as famílias e empresas que já pagam tantos impostos, mas, às vezes, as evidências são o mais relevante.

O ministro fala em longo prazo, não se sabendo exactamente qual é o ‘timing’ em que está a pensar. Mas, uma coisa é certa: para os mercados, para os investidores, o longo prazo é já amanhã. Ora, coloca-se, então, uma questão? Qual é a melhor forma de financiar a dívida, e de forma sustentável?

O Governo, sobretudo devido à energia sempre renovável de Sócrates, segue dois caminhos: o das missões políticas e empresariais para novos mercados, como sucede esta semana no Qatar, e o da venda privada de dívida, conhecida como ‘private placement’, já feita por exemplo com a China. São duas formas de vender activos, seja empresas, seja dívida pública, para evitar o recurso ao Fundo de Estabilização Europeu e ao FMI, que o financia parcialmente.

O recurso ao FMI nos termos em que está a ser discutido, como se de uma invasão se tratasse, deve ser evitado a todo o custo por várias razões, nomeadamente o atestado de incompetência passado a nós próprios, portugueses, e a perda de independência política e económica, a pouca que temos, face a entidades externas. Sócrates está a fazer o que tem de fazer, particularmente garantir que a execução orçamental de 2011 é diferente do desastre orçamental de 2010, com a marca indelével de Teixeira dos Santos. O que nos resta para evitar o FMI.

Dito isto, há outros caminhos e outras formas de colaboração entre o Governo português e as entidades externas, que garantam a estabilidade financeira necessária para viabilizar a recuperação económica e social. E que têm de ser discutidos, porque a pressão dos mercados sobre Portugal não vai desaparecer tão cedo.

Portugal pertence ao euro, e por isso, as discussões com o Fundo Europeu de Estabilização, que tem o infeliz nome de ‘fundo de resgaste’, não devem ser um tema-tabu. Porquê? Em primeiro lugar porque não se sabe, e deveria saber-se, qual o preço que o Estado paga quando recorre à ajuda externa de países terceiros, como a China, a Venezuela ou o Qatar. Obviamente, a colocação de dívida privada responde a uma necessidade financeira de Portugal, mas também a uma necessidade política do Governo, que, assim, não revela o preço que está a pagar comparativamente com o que pagaria nas emissões que faz no mercado, como sucedeu esta semana. Mas alguém tem dúvida de que é mais caro? Porque, se não for, qual é a vantagem concedida ao comprador? Não há almoços grátis.

Se chegarmos à conclusão de que será mais barato recorrer ao Fundo, e ao próprio FMI, do que vender dívida, e empresas, a estes países, qual deve ser o caminho a seguir? É essa discussão que deve ser feita, sem receio dos demónios escondidos nos armários da história contemporânea portuguesa.

publicado por concorrenciaperfeita às 23:38
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De casarealportuguesa a 18 de Janeiro de 2011 às 10:29
Português Bom Dia
Concentração Monárquica Dia 25. 03. 2011 às 14 horas
Câmara Municipal de Basileia
Marktplatz 9 CH 4001 Basel Suíça
Atenciosamente, Sua Majestade
Duque / Duc / Herzog / Duca
Dom Manuel III de Portugal Borboni Hohenzollern Bourbon Bragança
Internet http :/ casarealportuguesa.blogs.sapo.pt /

Français Bon Jour
Concentration Monarchique Jour 25. 03. 2011 à 14 heures
Hôtel de Ville de Bâle
Marktplatz 9 CH 4001 Basel Suisse
Veuillez agréer mes salutations Distinguées de Sa Majesté
Duque / Duc / Herzog / Duca
Dom Manuel III de Portugal Borboni Hohenzollern Bourbon Bragança
Internet http :/ casarealportuguesa.blogs.sapo.pt /

Deutsch Guten Tag
Konzentration Monarchische Tag 25. 03. 2011 auf 14 Stunden
Basel Rathaus
Marktplatz 9 CH 4001 Basel Schweiz
Mit freundlichen Grüßen Ihre Majestät
Duque / Duc / Herzog / Duca
Dom Manuel III de Portugal Borboni Hohenzollern Bourbon Bragança
Internet http :/ casarealportuguesa.blogs.sapo.pt /

Italiano Buon Giorno
Concentrazione Monarchico Giorno 25. 03. 2011 alle 14 ore
Città di Basilea
Marktplatz 9 CH 4001 Basel Svizzera
Cordiali saluti , Vostra Maestà
Duque / Duc / Herzog / Duca
Dom Manuel III de Portugal Borboni Hohenzollern Bourbon Bragança
internet http :/ casarealportuguesa.blogs.sapo.pt /

English Good Day
Concentration Monarchic Day 25. 03. 2011 at 14 hours
City of Basel Marktplatz 9 CH 4001 Basel Switzerland
Sincerely , Your Majesty
Duque / Duc / Herzog / Duca
Dom Manuel III de Portugal Borboni Hohenzollern Bourbon Bragança
internet http :/ casarealportuguesa.blogs.sapo.pt /


Comentar post

mais sobre mim

pesquisar

 

Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
15

16

24
25
27
28
29

30
31


posts recentes

Salgado recupera a espera...

A política destrói valor

Porque é que Cravinho ass...

Em inglês não soa melhor

A palavra de Cavaco

Uma mão cheia de nada

Acordo para uma saída cre...

Carta aberta ao 71º subsc...

O plano P, de Parlamento

Um acto falhado

arquivos

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

blogs SAPO

subscrever feeds