Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2012

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades

A fusão da Optimus com a Zon ainda vai no adro, são necessários muitos passos e ainda mais contas para uma operação que só deverá estar concluída em Julho do próximo ano, mas há uma coisa que já mudou: a ‘nova’ Sonae de Paulo Azevedo aceita o que a ‘velha’ Sonae de Belmiro de Azevedo nunca aceitou, a entrada em negócios em que não manda. Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades.

A história é uma ironia. Belmiro de Azevedo jogou uma cartada forte, e dura, quando surpreendeu o mercado e lançou uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre a PT, uma PT que também tinha a PT Multimédia, actual Zon, Zeinal Bava e Rodrigo Costa na mesma equipa de gestão, liderada por Henrique Granadeiro. Foi em Fevereiro de 2006, parece uma eternidade, mas aquela operação falhada, à custa de uma resposta agressiva e centenas de milhões de dividendos, foi o início de uma mudança no sector das telecomunicações em Portugal. Foi a OPA falhada mais bem-sucedida da história, porque mudou a história.

Quase sete anos depois, Belmiro saiu, entrou Paulo Azevedo, mas a Sonae fez o que provavelmente não aconselhavam as melhores regras de gestão. Perdeu a OPA, mas não perdeu a vontade de ficar no sector, nas telecomunicações, com o terceiro operador móvel, entre um gigante que se transformava, a PT, e uma multinacional que estagnou, a Vodafone. Qual foi o caminho escolhido? Os tempos não estão para as mesmas posições de força, Angola passou a ser um mercado a explorar numa área crítica do grupo, a Distribuição, por isso, Azevedo, o Paulo, reabriu uma guerra com a PT, mas desta vez, sem OPA, com o mais improvável dos sócios, Isabel dos Santos. Que, na prática, vai mandar. Porque partilha em Lisboa, mas manda em Luanda, onde a nova empresa pode crescer.

A ‘ZOptimus’ vai ser um concorrente de peso para a PT, de que o mercado beneficiará, mas também os actuais accionistas da Zon, alguns deles accionistas de referência da PT. Porque a nova operadora vai ter um músculo que a Optimus e a Zon, separadamente, não têm. Porque, para a PT, pior do que a fusão da Optimus e da Zon, seria a fusão da Vodafone e da Zon. Do mal, o menos. n

 

P.S.: O PS está a prestar um mau serviço ao País pela forma como está a cavalgar a privatização da TAP, empresa que estava no caderno de encargos negociado com a ‘troika’ pelo próprio PS. Bem sabemos que não é o mesmo líder, não é sequer o mesmo PS, mas não pode valer tudo. António José Seguro está a instalar um clima de suspeição porque sabe que a TAP se confunde com o País e, ainda por cima, é fácil jogar na demagogia de que o Governo está a vender uma companhia de bandeira por ‘tuta e meia’. Não está, porque a TAP não vale o que os portugueses pensam que vale, menos ainda o que António José Seguro garante que vale.

É um jogo perigoso, porque se a TAP não for privatizada agora - e não pode ser a todo o custo, mas vai sê-lo, hoje ou amanhã - será um pesadelo para quem estiver no Governo. E pode ser António José Seguro a engolir as consequências do que pede agora.

publicado por concorrenciaperfeita às 22:25
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
15

16

24
25
27
28
29

30
31


posts recentes

Salgado recupera a espera...

A política destrói valor

Porque é que Cravinho ass...

Em inglês não soa melhor

A palavra de Cavaco

Uma mão cheia de nada

Acordo para uma saída cre...

Carta aberta ao 71º subsc...

O plano P, de Parlamento

Um acto falhado

arquivos

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

blogs SAPO

subscrever feeds