Quarta-feira, 2 de Outubro de 2013

O poder de Isabel na nova Zon Optimus

 

Isabel dos Santos marcou presença na assembleia geral de accionistas da Zon Optimus que elegeu Miguel Almeida para presidente executivo (CEO), mas isto não seria notícia por si só se não correspondesse, também, a uma afirmação de poder e de influência de uma accionista 'especial', que, até agora, tem sido uma espécie de 'silent partner' nas empresas portuguesas onde decidiu investir, e já não são poucas.

A fusão da Zon com a Optimus estava prometida há anos, mas só foi possível quando Isabel dos Santos se tornou a principal accionista da empresa de cabo e quando o seu braço direito para os negócios em Portugal - Mário Silva - assumiu a condução deste processo. Daí até ao dia de ontem, foi um passo, lento para os intervenientes, rápido para quem, de fora, antecipava esta operação há tanto tempo.

Os primeiros resultados do processo de fusão entre a Zon e a empresa móvel do grupo Sonae deixavam transparecer, à vista desarmada, que seriam o grupo de Paulo Azevedo a mandar. Até pela nomeação para presidente executivo de Miguel Almeida, até agora presidente da Optimus. Quem assim pensava, terá ficado esclarecido sobre o que pensa Isabel dos Santos.

A empresária angolana apareceu, também, para mostrar que este é, mesmo, um investimento diferente em relação a outros, como o BPI ou a Galp. Aqui, na Zon Optimus, não vai abdicar do poder de influência e até de decisão, desde logo porque também integra o conselho de administração da empresa. O poder vai ser partilhado com a Sonae, num processo de aprendizagem que vai custar aos dois lados, e cujo sucesso dependerá, e muito, do próprio Miguel Almeida.

A Zon Optimus passa a ser de facto um concorrente de peso da PT, mas, tem, graças a Isabel dos Santos, uma oportunidade que a empresa liderada pela dupla Henrique Granadeiro/Zeinal Bava ainda não tem resolvida, que é a internacionalização em África e até em outros mercados.

Se o sector das telecomunicações está a 'mexer' no mundo , veja-se a operação Verizon/Vodafone no valor de 130 mil milhões de dólares, não está menos activo em Portugal. A nova vida da Zon Optimus é, talvez, o 'estímulo' que falta aos accionistas da PT e da Oi para se entenderem de uma vez por todas.

A empresa portuguesa e a brasileira estão condenadas a fundirem-se ou a separarem-se de vez, e quanto mais tempo demorarem a decidir, pior. Até porque não é sustentável por muito mais tempo manter Zeinal Bava como CEO da Oi e presidente da PT Portugal, a empresa operacional da PT, enquanto Henrique Granadeiro faz o papel de CEO da holding da PT.

 

PS: A taxa de desemprego desceu pelo sexto mês consecutivo, de acordo com os números oficiais do Eurostat. Não é, ainda, a confirmação de uma inversão da situação económica e social do País, a descida foi ligeira, mas a verdade é que é melhor uma boa notícia do que uma má notícia. E está é uma boa notícia, precisamente porque confirma uma tendência que já tem alguns meses. Por ironia, é precisamente no momento em que a economia estabiliza que os mercados e os investidores mais desconfiam da capacidade de Portugal cumprir o programa de ajustamento. É, diga-se, uma triste ironia, porque os fundamentais da economia nacional não estão piores do que há três ou quatro meses, pelo contrário. Estão melhores, mas isso não chega se a política - o Governo, a Oposição, até o Tribunal Constitucional - não ajudar.

publicado por concorrenciaperfeita às 08:05
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
15

16

24
25
27
28
29

30
31


posts recentes

Salgado recupera a espera...

A política destrói valor

Porque é que Cravinho ass...

Em inglês não soa melhor

A palavra de Cavaco

Uma mão cheia de nada

Acordo para uma saída cre...

Carta aberta ao 71º subsc...

O plano P, de Parlamento

Um acto falhado

arquivos

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

blogs SAPO

subscrever feeds